Os ossos da lua

Les Quintero y Sebastián Beringheli

m sombrio casarão reconstruído com as ruinas duma outra muito antiga. Três criaturas da noite que se têm procurado ao longo das brumas do tempo: Sopdet, Napir o Negro e Dacia que encarnam respetivamente Guilherme Caffoneli, Glen Forbes e Arabella. A luta pelo poder entre milenárias castas de vampiros. A ambição do sacerdote MacKenzie, o nascimento da estirpe almatinense – segadores de almas – e o segredo da imortalidade encerrado no Códice Os Ossos da Lua, são parte do mistério que Arabella e Guilherme conseguem recordar numa surpreendente noite de encontros à borda da madrugada.

Les Quintero e Sebastián Beringheli recrearam um imaginário onde é narrada a história sobre a origem da raça vampírica que convive com a espécie humana numa estranha simbiose. No meio da escuridão, e duma intensa perseguição, Arabella busca pistas que a ajudem a recuperar a memória que lhe foi roubada, e no velho

casarão – além de Guilherme Caffoneli – a enigmática voz duma presença infantil faz-se escutar, como um eco do passado, para conduzi-la até uma torva fonte perdida na espessura do jardim onde irá enfrentar-se ao seu maior inimigo: Napir o Negro.

Alberto Andrade

Deja una respuesta

Tu dirección de correo electrónico no será publicada. Los campos obligatorios están marcados con *